Vênus dançando a olho nu
Titubeei pensando em ti
Muito queria te ver

Mil longas noites de paixão
Redondas curvas juvenis
Tardes morenas do céu
Do desejo

Repetir o trajeto
Pra levar o meu amor
Na vila, na vida, lá
Na fonte da redenção

Repetir o brinquedo
No sobrado de IáIá
Na vila, na vida, lá
No antro da perdição

Mas ouça você
Quero dizer
Deixa ficar
Tarde demais

Vênus dançando a olho nu
Habituei-me a colher
Flores da vida real

Repetir o trajeto

Pra levar o meu amor
Na vila, na vida, lá
Na fonte da redenção

Repetir o brinquedo
No sobrado de IáIá
Na vila, na vida, lá
No antro da perdição

Jogos febris da sedução
Nas ondas turvas dos quadris
Subúrbios do coração
Solitude

Repetir o trajeto
Pra levar o meu amor
Na vila, na vida, lá
Na fonte da redenção

Repetir o brinquedo
No sobrado de IáIá
Na vila, na vida, lá
No antro da perdição

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *